Corpo & Mente 

Manoel Ghizzi                                                                                                                                                            Professor de Educação Física e Capoeira da Escola Viva

A importância da escola 

Com o aumento de doenças psicossomáticas, nos últimos anos, houve na sociedade uma crescente preocupação com o cuidado da saúde do corpo e da mente. Haja vista a notável valorização das chamadas habilidades e competências socioemocionais, tanto no âmbito clínico como no contexto escolar. 

A cada dia, percebemos um maior reconhecimento da escola como lugar potencializador de fatores promotores de saúde em crianças e adolescentes. Além disso, estudos mostram que:

"Ajudar a criança a aperfeiçoar sua autoconsciência e confiança, manejar suas emoções e controlar seus impulsos, bem como promover e aumentar a empatia e resiliência, resulta não somente em um comportamento mais eficaz, adequado e saudável, mas em uma melhoria significativa no desempenho acadêmico e é considerado promoção de saúde mental." (Bonfante, 2019) 

Visão holística na educação 

Muitos estudos mostram que uma visão holística na educação é fundamental para o desenvolvimento integral dos estudantes, que buscam sucesso numa sociedade contemporânea, com cenários e valores complexos, multifacetados e incertos. 

Uma educação integral, que compreende o indivíduo como um todo de corpo inteiro - físico, intelectual, social e emocional -, deve buscar potencializar o desenvolvimento pleno dos estudantes, integrando de forma intencional seus aspectos socioemocionais às competências cognitivas e motoras.

O papel da Educação Física 

A Educação Física tem um papel fundamental na educação integral de corpo inteiro, que envolve o corpo e a mente. Nela alunos e alunas vivenciam, exploram, conhecem, refletem e ressignificam saberes e conhecimentos das práticas corporais, de forma interativa, lúdica e protagonista, enriquecendo seu repertório motor e cultural, formando cidadãos reflexivos, conscientes e autônomos, capazes de usufruir dos 4 saberes das práticas corporais:  Saber Fazer; Saber Sobre; Saber Relacionar-se e Saber Apreciar. 

As habilidades e competências socioemocionais estão integradas a todo e qualquer tipo de prática corporal, pois toda a ação gera uma reação, e todo movimento gera uma sensação, que pode ser agradável ou desagradável de se sentir, mas que, de todo o modo, se refletido e tratado intencionalmente numa roda de conversa após a prática, pode ser uma potente ferramenta de aprendizagem significativa para a vida dos nossos estudantes.  

Além disso, a Educação Física tem um importante papel dentro da escola, o de promover na prática a consciência da importância de uma vida ativa para a saúde, do ponto de vista holístico. Pois sabemos que a prática regular de atividade física melhora diversos aspectos do desenvolvimento do ser humano - o físico, o cognitivo e o psicossocial -, reduzindo níveis de ansiedade em crianças e adolescentes, assim como em adultos e idosos, devido às reações biológicas e emocionais que ocorrem durante e após práticas corporais, dando uma sensação de pertencimento, autoestima e autoconfiança, além de satisfação, saciação e prazer, causados pelo aumento de neurotransmissores, como a endorfina e serotonina, que estão ligadas ao bem-estar.

A importância do Espaço de Fala:

Na Escola Viva, o espaço de fala é levado muito a sério e, nas aulas de Educação Física, buscamos dedicar tempo intencional para que as crianças e adolescentes possam trabalhar a sua expressão emocional, relatando e refletindo durante as práticas corporais realizadas, sobre seus sentimentos e emoções, sejam eles agradáveis ou desagradáveis.

O simples fato de falarem num ambiente de escuta ativa e de comunicação positiva leva os estudantes a adquirirem gradativamente inteligência emocional, desenvolvendo suas aptidões de autoconhecimento, de aprender a lidar com as emoções, de motivar-se de forma a controlar sua impulsividade, de reconhecer emoções nos outros, demonstrando  empatia e, por fim, de lidar com relacionamentos interpessoais. 

Sabemos que na prática este é um trabalho de formiguinha que temos que realizar diariamente, junto com toda equipe pedagógica e diretiva, e que somos apenas uma das engrenagens da escola, e a escola apenas uma engrenagem da vida de nossos queridos e queridas alunos e alunas, que têm, numa visão holística de educação, diversas e complexas outras engrenagens, que formam a educação: a família e seus ancestrais, a comunidade em que vivem, a escola, as redes de amizades e as diferentes fontes midiáticas às quais têm acesso. 

Conclusão

Para concluir, cito a Filosofia Africana do Ubuntu, que consiste na interdependência dos seres: somos todos conectados, somos todos um só e somos o que somos porque somos nós.

Ou seja, se analisarmos a filosofia Ubuntu no tema de corpo e mente, somos corpo porque somos mente e somos mente porque somos corpo e, assim, chegamos à visão holística de educação integral e de corpo inteiro. 

Ubuntu!!!


Baixe o ebook: O papel da convivência na escola durante o ensino infantil

Siga nossas redes sociais -  Instagram, FacebookYoutube, Flickr e Linkedin

Leia mais no blog da Escola Viva:





 

 

 

 

 








Educação Infantil
Amarelinho, Amarelo e Laranja
(1 a 4 anos)

Rua Professor Vahia de Abreu, 336
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-002

Educação Infantil
Azul e Vermelho (4 a 6 anos)
Ensino Fundamental
1º ao 3º ano (6 a 9 anos)

Rua Professor Vahia de Abreu, 664
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-003

Ensino Fundamental
(4º ao 9º ano)
Ensino Médio
(1ª a 3ª série)

Rua Professor Vahia de Abreu, 488
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-002

UMA ESCOLA DO GRUPO

 
Política de privacidade

Fale conosco

escolaviva@escolaviva.com.br

(11) 3040-2250

ACOMPANHE NOSSAS
REDES SOCIAIS: