Arte: estimulando a criatividade e autonomia desde sempre

Kátia Keiko Matunaga

Coordenadora Pedagógica da Educação Infantil da Escola Viva

Na Escola Viva, a arte é valorizada como uma linguagem que ativa potências fundamentais no sujeito que aprende: o pensamento criativo, a cognição, a consciência do corpo, dos seus movimentos, dos gestos, o conhecimento do mundo com suas cores, texturas, seus cheiros, seus sabores, os instrumentos criados e os muitos que podem ser criados para agir nesse mundo.  

A arte é tratada como uma linguagem que permite transformar e, ao mesmo tempo, ser transformada, é  uma janela por onde se pode ver o mundo e um espelho, onde é possível refletir-se. 

Teatro de sombras e Apresentação Teatral - Grupo Atelier Teatro

A experiência com a arte, seja de apreciação ou produção, vai sempre nos afetar de alguma forma. 

A arte, como o jogo, é a ruptura com o habitual, com o sabido. Toda percepção estética deixa rastros em nós. O fato de a arte ser um lugar de experiência significa que as crianças e, nós, os adultos, aprendemos algo mais acerca de nós mesmos e do mundo, além de nos comovermos ou desfrutarmos. Ninguém volta do encontro com a arte sem algum ganho emocional, estético, subjetivo ou cognitivo (ou todos eles juntos).” (Maria Emília Lopez, em “Um mundo aberto: cultura e primeira infância”). 

Nos últimos anos, avançamos muito em estudos, pesquisas e boas práticas em relação à arte na escola. O fato é que, hoje, a própria Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que dá as diretrizes para o ensino básico, reconhece que, "com base nas experiências artísticas, as crianças se expressam por várias linguagens, criando suas próprias produções artísticas ou culturais, exercitando a autoria (coletiva e individual) com sons, traços, gestos, danças, mímicas, encenações, canções, desenhos, modelagens, manipulação de diversos materiais e de recursos tecnológicos. Essas experiências contribuem para que, desde muito pequenas, as crianças desenvolvam senso estético e crítico, o conhecimento de si mesmas, dos outros e da realidade que as cerca”.

Atelier de artes - Educação Infantil

Cabe lembrar que para exercitar a autoria e colocar em ação seu potencial criativo, há que se considerar a criação artística como um processo. Dessa forma, não há ênfase apenas nos resultados, mas sobretudo nos percursos criativos. 

Há caminhos, há desvios, há atalhos. Há mistérios, silêncios e turbulências, o percurso criativo é único. 

E qual é o papel do professor e da professora?

O professor ou professora não é mero observador do processo criativo de seus alunos ou alunas. Ele é responsável por criar contextos que possibilitem experiências criativas relevantes: apresentar, refletir, explorar materiais diversificados, bem como os procedimentos de uso de cada um, e estar atento às perguntas, às hipóteses, ao desenvolvimento dos projetos são ações que ajudam as crianças a realizar suas ideias.

Artes Cênicas - Circo - Desenho no espelho - Intervenções no espaço

Também é papel do professor ou professora fazer da arte uma ponte. 

A arte pode articular diversas áreas de conhecimento. Pode ser linguagem para comunicar o que os alunos ou alunas aprendem, estar contextualizada nas produções, pesquisas e investigações do grupo e, ao mesmo tempo, ser fonte de novas aprendizagens, porque, como linguagem, traz desafios de muitas ordens, como: escolher, imaginar, organizar e solucionar problemas, por exemplo.

                                     Intervenções artísticas no tapume - Trabalhos em argila na preparação para o Replago                                            Artes plásticas e dança no Estudo do Meio do 7º ano para São Luiz do Paraitinga 

Por fim, ao professor ou professora cabe ainda, por meio da observação apurada e do conhecimento da faixa etária com a qual atua, perceber quais são os interesses, curiosidades, pesquisas e narrativas de seus alunos e alunas. 

Identificar esses aspectos permite ao professor criar boas oportunidades para ampliar ideias, pensamentos, imaginação e produção e, sobretudo, permite que assim cada um e cada uma construam seu caminho criativo, seu caminho poético, sua história.

Música - Exercício de modelo vivo - Atelier de tintas naturais

O tapete de serragem colorida do evento do Grupo Azul


Baixe o ebook: Desenvolvendo competências socioemocionais na escola

Siga nossas redes sociais -  Instagram, FacebookYoutube, Flickr e Linkedin

Leia mais no blog da Escola Viva:



 


Educação Infantil
Amarelinho, Amarelo e Laranja
(1 a 4 anos)

Rua Professor Vahia de Abreu, 336
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-002

Educação Infantil
Azul e Vermelho (4 a 6 anos)
Ensino Fundamental
1º ao 3º ano (6 a 9 anos)

Rua Professor Vahia de Abreu, 664
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-003

Ensino Fundamental
(4º ao 9º ano)
Ensino Médio
(1ª a 3ª série)

Rua Professor Vahia de Abreu, 488
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-002

UMA ESCOLA DO GRUPO

 
Política de privacidade

Fale conosco

escolaviva@escolaviva.com.br

(11) 3040-2250

ACOMPANHE NOSSAS
REDES SOCIAIS: