O que quer dizer escolarização para crianças de 1 a 3 anos?

por Flávia Montagna

Coordenadora Educação Infantil da Escola Viva

 

Essa é uma pergunta frequente que algumas famílias fazem antes de matricular seus filhos em uma instituição escolar. 

Mas afinal, o que elas fazem? 

Se elas só brincam, como vão aprender? 

Qual a diferença entre estar na escola e ficar em casa com familiares até a idade obrigatória? 

Bom, para começo de conversa, é importante contextualizar que, há alguns anos, a obrigatoriedade da entrada da criança na escola passou de 5 para 4 anos de idade. Conquista importante, uma vez que estamos falando de um país como o Brasil, diverso e cheio de singularidade ao longo de toda a sua extensão. 

Um ano parece pouco, mas faz diferença na vida da criança. 

Recentes estudos em neuropsicologia têm nos comprovado algo que já sabíamos: a importância da primeira infância na vida de uma criança. É nessa tenra idade que ela adquire as ferramentas fundamentais para que cresça e se desenvolva com segurança e autonomia, valores caros para nós educadores.

Colocar uma criança pequena na escola implica também em um grande desafio para os familiares: agora a criança não está só sob os cuidados e olhares da família, mas também sob a responsabilidade da escola, dos seus professores e educadores. 

Essa passagem, do que acontece em casa para o que acontece em um ambiente no qual existem crianças de outras famílias, professores desconhecidos e toda uma rede de pessoas que não lhe são familiares, não é uma tarefa fácil. Tarefa de delegar algo que lhe é tão precioso. 

Por que então tomar essa decisão já que também é custoso para todos?

Os motivos são inúmeros!

De alguns anos para cá, as ações de cuidar e educar uma criança na pré-escola ou berçário vêm sendo revistas e reafirmadas conforme o que estamos descobrindo sobre a importância dessa fase do desenvolvimento. Se antes isso significava manter a criança pequena limpa, alimentada e segura, hoje isso não é suficiente. 

Educar e cuidar são duas ações que caminham juntas, lado a lado. 

Trocar uma fralda é tão importante como planejar e executar uma atividade de leitura ou uma proposta de atividade de música, por exemplo. É neste ato, que o professor ou a professora, junto com a criança, conversa sobre acontecimentos do dia, pede licença para limpar seu corpo, brinca, ou seja, traz laços de confiança, segurança e respeito. 

É a partir dessas e outras interações que a criança e seu professor estão criando juntos, uma relação permeada pelo cuidar e o educar. 

Aprender a estar em grupo.

É dentro desse contexto que professor/a e escola devem promover práticas cotidianas nas quais a criança seja respeitada, escutada, considerada, oferecendo propostas que sejam pertinentes ao seu aprendizado e desenvolvimento. 

Aprender a estar em grupo, conviver com a diferença, fazer amizades, saber mais sobre como é dividir os brinquedos, ocupar o mesmo espaço, estar inserido em um ambiente que tem regras e combinados, são fatores que permitem que a criança vá construindo suas próprias perguntas e hipóteses sobre o mundo, avançando na complexidade do aprendizado sobre si e sobre o outro. 

O fazer cotidiano da escola para crianças pequenas é pautado em duas ações fundamentais: a interação e a brincadeira. 

A interação diz sobre como ela vai se relacionar com o colega, o espaço, os objetos que lhe cercam, com quem ela encontrar ali. 

A brincadeira? Esse é um capítulo à parte!

“A interação durante o brincar caracteriza o cotidiano da infância, trazendo consigo muitas aprendizagens e potenciais para o desenvolvimento integral das crianças. 

Ao observar as interações e a brincadeira entre as crianças e delas com os adultos, é possível identificar, por exemplo, a expressão dos afetos, a mediação das frustrações, a resolução de conflitos e a regulação das emoções. “ (Base Nacional Comum Curricular)

Esse trecho nos revela como estar em uma ambiente escolar atento e cuidadoso é tão precioso, mesmo para as crianças tão pequenas. 

Desde seus primeiros passos, estar na escola, significa então, estar em um ambiente preparado e cuidado para educá-las, cuidá-las e  desenvolver as suas potencialidades.

Conheça a Educação Infantil da Escola Viva.


Baixe o ebook: Guia de sugestões de atividades educacionais infantis

Siga nossas redes sociais -  Instagram, FacebookYoutube, Flickr e Linkedin

Leia mais no blog da Escola Viva:

 


Educação Infantil
Amarelinho, Amarelo e Laranja
(1 a 4 anos)

Rua Professor Vahia de Abreu, 336
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-002

Educação Infantil
Azul e Vermelho (4 a 6 anos)
Ensino Fundamental
1º ao 3º ano (6 a 9 anos)

Rua Professor Vahia de Abreu, 664
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-003

Ensino Fundamental
(4º ao 9º ano)
Ensino Médio
(1ª a 3ª série)

Rua Professor Vahia de Abreu, 488
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-002

UMA ESCOLA DO GRUPO

 
Política de privacidade

Fale conosco

escolaviva@escolaviva.com.br

(11) 3040-2250

ACOMPANHE NOSSAS
REDES SOCIAIS: