A Cultura da Paz nas Escolas

por Daniela Munerato e Kátia Keiko Matunaga, Coordenadoras Pedagógicas da Escola Viva

Temos vivido um tempo de tensões e muitas reflexões. Notícias que apertam o coração e geram inseguranças chegam a nós, e nem sempre sabemos como lidar com elas.

Fato é que, juntos, precisamos cuidar de nossos alunos e alunas, sempre considerando o desenvolvimento e a aprendizagem em todas as suas dimensões e não restritos apenas às questões acadêmicas. Esta sempre foi uma premissa do trabalho na Escola Viva, atenta ao cuidado de si e do outro.

Neste contexto, o termo "cultura da paz", difundido pela Unesco, tem estado muito presente no nosso cotidiano. Com o foco na comunicação não violenta, privilegia o diálogo e a mediação para resolver os conflitos, valorizando a diversidade e o respeito aos diferentes pontos de vista: um desafio no momento no qual identificamos uma dificuldade importante das crianças lidarem com as frustrações, principalmente em tempo pós-pandemia, de muitas reconstruções nas relações.

Ter essa cultura presente na Escola e na sociedade significa construir valores que geram atitudes e previnem situações de conflito, evitando que elas sejam resolvidas por meio da ação física ou da violência verbal, que fere o outro. Desta forma, é fundamental a valorização da escuta e do diálogo.

Compreendemos que a cultura da paz refere-se a valores importantes para uma vida democrática, como: igualdade, respeito aos direitos humanos, respeito à diversidade cultural, justiça, liberdade, tolerância, diálogo, reconciliação, solidariedade, desenvolvimento e justiça social.

Sem dúvida estamos falando de um trabalho diário, extenso e alinhado para que haja uma construção com sentido, a partir das situações vividas e/ ou discutidas.

Segundo a UNESCO, reflexões cotidianas que envolvem as ações sem violência devem ser permanentes no projeto de toda a escola e também planejadas no currículo.

Na Escola Viva, fazem parte da rotina as rodas de conversa (desde as crianças menores), as assembleias, as discussões de dilemas morais, o Cineclube Viva, entre outras ações que permitem a expressão de sentimentos e a discussão sobre formas de convivência saudáveis.

Em 2022,  tivemos a semana do cuidado de si e do outro, com as crianças do Fundamental 1, e, neste ano, estamos iniciando uma campanha pela cultura da paz na escola.

É importante lembrar que essas ações não podem estar limitadas apenas à sala de aula, mas envolver toda a comunidade escolar. Para isso, as práticas de paz e não violência devem ser coerentes e estar refletidas nas regras e ações propostas pela escola. Assim encorajamos as crianças e adolescentes a falarem sobre como se sentem diante das situações cotidianas, a participarem das construções das regras e a reconhecer e validar os seus sentimentos e os de seus colegas.

Sob o olhar da cultura da paz, a educação é um caminho privilegiado para aprender sobre responsabilidades, obrigações e direitos; aprender a viver juntos e respeitar as diferenças e similaridades; desenvolver o aprendizado com base na cooperação, no diálogo e na compreensão intercultural; mediar os conflitos das crianças a encontrar soluções pacíficas para as situações diversas.

É importante compreender que os conflitos, enfrentados de maneira construtiva e com mediação (de adultos e, no caso dos mais velhos, também dos pares), e a apropriação de estratégias de resolução promovem a construção de valores e atitudes de não violência - com autonomia, responsabilidade, cooperação, criatividade e solidariedade.

Os pontos abordados neste breve texto são temas de muitas e contínuas reflexões.

Nosso objetivo, no trabalho da escola, em todos os segmentos, cada um com a sua particularidade, é capacitar os alunos e as alunas a construírem, juntos, com seus colegas e com todos os que convivem no ambiente escolar, os seus próprios ideais de paz.

Seguiremos nesse caminho juntos! Pois é a comunidade que educa!

O Movimento #vivanãotolera une crianças e adultos da comunidade Viva em torno de um objetivo comum: PAZ. Assista ao vídeo com alguns momentos marcantes.  

Assista também ao vídeo Escola é lugar de afeto!


Baixe o ebook: Desenvolvendo competências socioemocionais na escola


Educação Infantil
Amarelinho, Amarelo e Laranja
(1 a 4 anos)

Rua Professor Vahia de Abreu, 336
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-002

Educação Infantil
Azul e Vermelho (4 a 6 anos)
Ensino Fundamental
1º ao 3º ano (6 a 9 anos)

Rua Professor Vahia de Abreu, 664
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-003

Ensino Fundamental
(4º ao 9º ano)
Ensino Médio
(1ª a 3ª série)

Rua Professor Vahia de Abreu, 488
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-002

UMA ESCOLA DO GRUPO

 
Política de privacidade

Fale conosco

escolaviva@escolaviva.com.br

(11) 3040-2250

ACOMPANHE NOSSAS
REDES SOCIAIS: