O Inglês como língua de acesso ao mundo

por Francisco Ferreira

Diretor Pedagógico da Escola Viva

A imagem mostra dois jovens de máscara. Ao fundo, um lousa mostrando palavras em inglês.

Diante de um mundo globalizado e conectado, o inglês se consolida como língua franca para comunicação internacional. Permite a interação com todos os cantos do mundo e a circulação de informações que colaboram na construção de debates globais.

Como seria, por exemplo, a luta contra a covid-19, se ciência e governos não contassem com o inglês para troca de experiências? As pesquisas teriam mais dificuldade para circular; e as consequências, certamente, seriam ainda mais graves. 

O Inglês representa hoje a principal língua de acesso à informação, ciências, artes e culturas diversas. 

A imagem mostra um cartaz com uma pirâmide de alimentos.

As diferentes dimensões do uso da língua

Com função social e pessoal, utilizamos o inglês em situações do cotidiano: pesquisas na internet, compreender letras de músicas, nos comunicar com outros países, viajar….

Para fins acadêmicos, amplia as possibilidades de trabalho colaborativo e de publicação de pesquisa, assim como de estudo em diferentes países.

Quanto ao uso para fins profissionais, é a língua de comunicação entre empresas e em processos de formação continuada, como cursos, conferências e palestras. 

Existe ainda a dimensão intercultural. Ao nos comunicarmos em inglês em um contexto globalizado, expressamos e interagimos com diferentes referenciais de valores e de visões de mundo, o que amplia de forma significativa a nossa compreensão do planeta em que vivemos.

A imagem mostra duas meninas. Uma delas está lendo uma folha.

Mas, afinal, como tudo isso acontece no contexto formativo de crianças e jovens na Escola Viva?

As atividades relativas ao ensino do Inglês são planejadas para que os estudantes exercitem a comunicação autêntica. 

As atividades consideram o repertório e o perfil de aprendizagem dos estudantes, sendo adaptadas às necessidades e capacidades de cada idade. 

A imagem mostra um adulto mostrando um livro para crianças.

No entanto, os materiais preservam a forma como o idioma é, de fato, utilizado, sem simplificações. 

No trecho de um vídeo ou no recorte de uma reportagem selecionados para uma aula, por exemplo, é sempre utilizada a linguagem original, o que garante que o estudante se aproprie efetivamente da língua e esteja preparado para utilizá-la em situações reais. 

Um mundo dentro da escola

No final de 2021, a escola organizou o evento Mobilização pela Sustentabilidade - Mudanças climáticas e teve a oportunidade de viver com alunos e alunas, além das famílias e equipe, uma série de atividades que abordaram o assunto, também em evidência devido à COP26 - Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática.

Alunos e alunas do Fundamental 2 leram “Trees of Peace“, de Jeanette Wilson, obra que conta a história de vida da ambientalista e ativista política queniana Wangari Maathai, ganhadora do Prêmio Nobel da Paz em 1977. Mr. Paul Thiong’o, do Green Belt Movement, fundada por Wangari, falou diretamente à nossa escola.

Este vídeo - Trees of Peace | Mobilização pela Sustentabilidade -  coroa a sequência didática “Where do bright ideas come from?”, realizada nas aulas de Inglês.

Criando situações de comunicação

Mais do que dominar as estruturas e regras gramaticais da língua ou possuir um amplo vocabulário, são necessárias experiências reais de situações de comunicação. Gradativamente, os estudantes descobrem a língua como um recurso para acessar e expressar novos conhecimentos, pontos de vista e sentimentos.  

A imagem mostra 3 jovens vendo algo na tela de um notebook.

As propostas de pesquisas partem de temas reais, como debates da atualidade ou assuntos ligados aos interesses dos próprios estudantes. É importante que o aluno entenda a relevância e atribua sentido às propostas.  

Assim, o Inglês deixa de ser apenas um conteúdo que “cai na prova” ou que é cobrado pelos vestibulares, passando a ser desejado como competência comunicativa. 

A preparação para as avaliações externas é certamente fundamental, mas quando o estudante já tem esse preparo prévio, o Inglês para vestibular e ENEM (Exame Nacional de Ensino Médio) torna-se simplesmente consequência de saberes já construídos.

Recursos e ferramentas de aprendizagem 

Para oferecer atividades dinâmicas e criativas, contamos com vários recursos: 

A plataforma PenPal Schools disponibiliza materiais em Inglês sobre temas relevantes e atuais, servindo como fonte de pesquisa e forma de contato com a língua. 

Os estudantes podem desenvolver projetos relacionados aos temas e disponibilizá-los para outros jovens, assim como ter acesso a produções de outros jovens espalhados pelo mundo. Uma grande oportunidade para exercitar a comunicação social autêntica, fazer pesquisas, desenvolver projetos na língua e viver experiências em contextos interculturais.

A consultoria Daqui pra Fora, parceira da Escola Viva já há alguns anos, orienta jovens na preparação para processos seletivos de universidades no exterior

Proporciona atividades - como simulados de SAT (Scholastic Aptitude Test) e de ACT (American College Testing) - e também a possibilidade de contratação individual por famílias que busquem por uma consultoria focada nos interesses do próprio estudante.

Uma equipe multidisciplinar apresenta o cenário das opções disponíveis e, junto ao jovem e à família, ajuda no desenvolvimento de um plano acadêmico de estudos e ações para o ingresso na faculdade escolhida.

O TOEFL (Test of English as a Foreign Language) é um exame utilizado no mundo todo para medir e certificar competências comunicativas em Inglês. 

Na Escola Viva, sua aplicação ocorre a partir do 5º ano do Ensino Fundamental, com a  prova TOEFL Primary. A partir do 6º ano, a prova é a TOEFL Junior. Para estudantes mais avançados, há a possibilidade da TOEFL ITP (Institutional Testing Program). 

Os exames são realizados pela ETS (Educational Teste Service), que é uma das mais renomadas instituições de avaliação de proficiência em língua inglesa no mundo inteiro. 

Além dos certificados, o resultado dos exames oferece uma descrição do grau de proficiência dos candidatos, permitindo o acompanhamento do desempenho dos estudantes e ajustes nos planos de aula. 

A imagem mostra uma criança e um adulto em frente a uma lousa.


Baixe o ebook:  Projetos de vida: como a escola pode ajudar jovens estudantes a construírem seus futuros

A imagem mostra a capa de um ebook.

Siga as redes sociais da Escola Viva -  Instagram, Facebook e Linkedin

Leia mais no blog da Escola Viva

 


Educação Infantil
Amarelinho e Laranja
(1 a 4 anos)

Rua Professor Vahia de Abreu, 336
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-002

Educação Infantil
Azul e Vermelho (4 a 6 anos)
Ensino Fundamental
1º (Verde) e 2° ano (6 a 8 anos)

Rua Professor Vahia de Abreu, 664
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-003

Ensino Fundamental
(3º ao 9º ano)
Ensino Médio
(1ª a 3ª série)

Rua Professor Vahia de Abreu, 488
Vila Olímpia, São Paulo, CEP: 04549-002

UMA ESCOLA DO GRUPO


Política de privacidade

Fale conosco

escolaviva@escolaviva.com.br

(11) 3040-2250

ACOMPANHE NOSSAS
REDES SOCIAIS: